Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher – Balanço 2016 (SPM/MDH, 2017)

Instituição/Orgão: Âmbito:: Ano:

Sobre violência contra as mulheres

– Em 2016, a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 realizou 1.133.345 atendimentos. Foram, em média, 94.445 atendimentos/mês e 3.096 atendimentos ao dia.

– Do total de atendimentos em 2016, 12,38% (140.350) referiram-se a relatos de violência, sendo que destes, 50,70% relataram violência física; 31,80%, violência psicológica; 6,01%, violência moral; 1,86%, violência patrimonial; 5,05%, violência sexual; 4,35%, cárcere privado; e 0,23%, tráfico de pessoas.

– Dos relatos de violência em que foi informada a cor da vítima, 60,53% das violências foram praticadas contra mulheres negras.

– O risco para a vítima é percebido na totalidade (97,57%) dos relatos de violência: em 28,78% há a noção de que o risco de que a violência relatada pode agravar-se e acabar levando à morte da vítima.

Sobre a pesquisa

O Ligue 180 é um serviço telefônico de utilidade pública, gratuito e confidencial, prestado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do governo federal. Também chamada de Central de Atendimento à Mulher, o serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive fins de semana e feriados, e pode ser acionado de qualquer parte do Brasil para receber denúncias de violência e reclamações sobre serviços da rede de atendimento às mulheres, além de fornecer orientações acerca de direitos e a legislação vigente, inclusive encaminhando o caso para outros serviços quando necessário. Desde março de 2014, o Ligue 180 passou a atuar como um disque denúncia, encaminhando os relatos para a  Secretaria de Segurança Pública de cada estado,
com cópia para o Ministério Público estadual.

Faça o Download da pesquisa completa
    Temas